• podcasts •

Cultura Ética

Neste podcast Oscar Motomura convida a todos nós, cidadãos, a participarem da construção de uma cultura ética no país.

Nunca se falou tanto em ética no país como hoje. Isso é bom, porém, talvez seja importante nos aprofundarmos no tema, mais do que isso, perguntar o que nós todos podemos fazer pelo resgate da cultura da ética no país.

Eu gosto da definição de ética como a escolha pelo bem comum. É uma definição que vem da filosofia e significa que nós todos temos o livre arbítrio e, em momentos decisivos, escolhemos ir para cá ou para lá. Podemos sempre puxar a sardinha para a nossa brasa, podemos trazer coisas para nós, tirar vantagem da situação ou podemos sempre estar guiados em fazer o bem para todos. Sair do egoísmo e pensar no bem-estar de todos é uma escolha que está sempre presente ao nosso redor.

Quando pensamos que ética é a escolha pelo bem comum é que começamos a entender porque o resgate da ética é mais importante até do que simplesmente mexer na economia. Porque sem ética não é possível otimizar a economia. É claro que, intuitivamente, todos nós sabemos disso: se todo mundo está puxando para si, o todo não vai bem. É uma insanidade pensar nisso porque nós podemos ir bem até isoladamente, em um contexto e em um país que está indo mal, parece que isso não faz sentido. E essa é a parte mais simples, a coisa fica muito mais complexa e mais clara para nós quando somos uma pessoa do bem e todo mundo quer fazer negócio conosco, confia. Então, em um ambiente de confiança, todas as condições para fazer a economia florescer ficam muito melhores. Essa é uma parte que parece mesmo que grande parte das pessoas que estão em posições de poder estão, em posições técnicas relevantes, não conseguem fazer a conexão.

A ética é um componente hoje extremamente importante do processo inteiro da nossa evolução como sociedade global e é nesse sentido que, se nós estivermos atuando sempre pelo bem comum, seremos vistos como um país que está trabalhando pelo bem-estar da humanidade e tudo vai ficar muito mais fácil para todo o sistema produtivo acontecer da melhor forma possível. Essa é uma conexão que nem sempre as pessoas costumam fazer, mas é fundamental que pensemos dessa forma e tragamos o resgate da ética em todas as dimensões da sociedade como projeto fundamental do país.

Para isso, é preciso acreditar que a cultura possa ser mudada – porque tem muita gente que não acredita, que está em uma posição cínica de achar que a cultura é essa e não dá para mudar, ou que vai levar gerações para fazermos essa mudança. Nós acreditamos que isso não procede e que temos condições de dar uma virada na cultura do país muito rapidamente se estivermos todos juntos nessa. Em um grande mutirão a gente faz, isoladamente não vai ser possível. Então, até o mutirão pode ser potencializado de uma forma excepcional pela tecnologia que hoje, no século XXI, nós temos. Podemos, pelas redes sociais, pelo contágio viral, fazer com que os princípios que estão na base de uma cultura ética sejam disseminados, internalizados e praticados no dia a dia por milhões de pessoas. É isso que vai fazer com que, de repente, seja um modo de ser novo que nós vamos ter neste país. E podemos até virar um exemplo para outros países.

Precisamos acreditar que é uma questão de achar o jeito certo de fazer, aproveitar muito bem a tecnologia e aproveitar também esse momento que nós estamos vivendo no Brasil, em que todos querem participar de alguma forma para fazer com que a ética seja resgatada no país, mas não sabem como. Tem uma frase do Einstein que diz que “o mal só acontece no mundo porque as pessoas do bem ficam em silêncio e se omitem”, ou seja, ele diz que o mal só acontece porque as pessoas do bem deixam o mal acontecer.

Uma outra frase é “os problemas mais significativos que enfrentamos hoje não podem ser resolvidos no mesmo nível de pensar e de ser em que estávamos quando criamos esses problemas. Não há nada que seja maior evidência de insanidade do que fazer a mesma coisa, dia após dia, e esperar resultados diferentes”, ou seja, a tal da invenção, a tal da reforma política (a palavra já não é a mais adequada, nós falamos em reinvenção política) só vai acontecer se nós cidadãos estivermos muito envolvidos e fizermos o inédito acontecer, porque isso não virá de um sistema doente que está gerando todos esses problemas que estamos vendo ao nosso redor. Então, a ideia é que vocês efetivamente entrem de cabeça, mergulhem no processo. Temos a certeza de que juntos vamos fazer essa cultura da ética efetivamente acontecer (e rápido) no país. Estamos juntos nessa.

outras publicações Amana-key

podcasts

Avalanche
de informações

Ouvir >

(ver a lista completa)

vídeos

Oscar Motomura
na TV Senado

Assistir >

(ver a lista completa)

artigos

Líderes Certos
nos Lugares certos

Ler >

(ver a lista completa)

conheça os nossos programas

Siga a amana-key

© todos os direitos reservados | grupo amana-key

Política de Privacidade