Potencial Humano
Qual é o potencial que nós temos? Até que ponto uma consciência mais profunda do potencial que nós temos e nem desenvolve poderia fazer a nossa autoestima dar a volta por cima?

Qual é o potencial que nós temos? Até que ponto uma consciência mais profunda do potencial que a gente tem e nem desenvolve poderia fazer com que a nossa autoestima desse uma volta tremenda por cima? Eu estava até pensando sobre a jornada do herói que é um mito, é um jeito de pensar sobre a vida. Sempre há um tipo de padrão que é quando está tudo bem, estamos bem e de repente chega um chamado, e às vezes a gente não atende ao chamado mas aquela vidinha que a gente tinha já não é mais a mesma. Mas aqueles que atendem ao chamado vão enfrentar obstáculos, enfrentar os dragões e muitas vezes as pessoas desistem aí. As pessoas que enfrentam os dragões vão reparar que muitos destes dragões são fumaça. São ilusão. E é neste sentido que a pessoa acaba crescendo significativamente e conquistando outros espaços. À medida que a gente conquista outros espaços também há outros chamados. Se você atende há mais fatores de barreiras, mais dragões que vem. E a vida é uma sucessão de degraus que a gente vai galgando e na medida que a gente vai enfrentando essas barreiras todas, nós vamos evoluindo. Então parece que se nós temos consciência de como é que a vida nos faz evoluir, a gente está mais sereno em relação às barreiras que existem e a gente consegue manter a nossa autoestima intacta. Algo que, mais uma vez, faz a gente superar essas barreiras todas e evoluir. Enquanto está tudo bem, está tudo morninho parece que a gente não tem consciência desse potencial tremendo que nós todos temos. E aí é mais um chavãozão que a gente ouve há toda hora que o ser humano usa durante a vida somente uma parte pequena do seu potencial. Somente 10% do potencial que a gente usa. É impressionante. E cadê os 90%? Se nós ficarmos consciente desses 90% que nós temos e que a gente ainda não desenvolveu, eu acho que isso traz um uma força impressionante para todos nós. Mas, se a gente está bem, está tudo morninho, nem damos muita bola sobre isso. Mas é nas horas difíceis que parece que a gente começa a ver a força que nós temos e que nessas horas se manifesta de um jeito impressionante.

Related Posts